Quem é o culpado?

  • Conhece pergunta mais corriqueira que essa? Mais impressionante ainda é a energia que se gasta para descobrir as respostas para a pergunta. Impressionante também são as estratégias para esconder as culpas e os culpados. Não perde importância a energia e as forças gastas na perseguição dos culpados. O prazer do confronto com o culpado também é algo que chama atenção.

    No contato com o evangelho de Jesus Cristo vemos que muitas vezes as pessoas procuraram Jesus para obter dele a resposta sobre os culpados. O próprio Jesus lê essa curiosidade na mente das pessoas e responde mesmo sem ser perguntado. Ele sabe que na mente das pessoas transita curiosidade sobre esse assunto, principalmente quando acontece algo fora das curvas normais daquilo que é conhecido.

    A quaresma é um tempo de reflexão sobre os temas das culpas, dos culpados, dos arrependidos, dos perdidos, dos encontrados, dos perdoados, dos acolhidos, dos rejeitados, dos excluídos, dos incluídos. A culpa inclui e exclui. O perdão acolhe. O arrependimento direciona. O amor de Deus aproxima dos cuidados e das medidas protetivas do Pai. Nem sempre saber quem é o culpado alivia a tensão entre os seres humanos. Mas saber sobre a importância do arrependimento e a necessidade do perdão pode mudar uma história de vida. Culpas todos nós temos, está em nós o fato de sermos culpados, somos todos pecadores. Arrependimento nasce dentro de nós e nos direciona a algo que está fora de nós. Gastar energias para buscar e encontrar algo que está fora de nós, pode ser mais prudente.

    O perdão é o presente para os culpados. Perguntar quem é o culpado para lhe alcançar o perdão pode ser um ato de grandeza, porém nem sempre é isto que se deseja oferecer na caça aos culpados. Sou totalmente a favor de atos de justiça sobre os culpados, principalmente quando estes atos de justiça tem como propósito restabelecer os direitos humanos. Penso que é muito importante também oferecer oportunidade de arrependimento e perdão.

  • A quaresma traz em si um chamado urgente para todos os culpados. O chamado ao arrependimento e a crença na oportunidade do recomeço com base no perdão. Como Jesus disse: “vai, e não peques mais.” Não vai conseguir, mas tenha isso como meta da tua existência. Quaresma é tempo de revisão. Tempo de pensarmos sobre nossas culpas. Tempo de arrependimento. Tempo de recomeço. Tempo de marco zero nas culpas, mágoas, ressentimentos, ranços, azedumes, intolerâncias, mágoas guardadas. Vamos levar tudo isso para o túmulo na sexta-feira santa e vamos aguardar a devolução. Deus vai nos devolver vida nova. Vida que ama e perdoa. Vida que contagia pelo perdão. Vida que é celebrada na luz. Vida que vem de Jesus. Vida leve, boa de ser vivida, ótima para ser compartilhada, excelente para ser curtida. Curte aí aquilo que Deus fez por você e compartilha as alegrias colhidas no túmulo aberto da ressurreição. Feliz tempo de quaresma. Feliz tempo de Páscoa. Feliz vida pra você.

  • Pastor Alcione Eidam – Capelão