É sobre gratidão.

  • Hoje escrevo sobre gratidão. Quero iniciar este texto com a ideia que a gratidão é o amor em movimento. Quando penso em gratidão, penso em reconhecimento como um exercício sadio que me leva de volta às origens de tudo aquilo que tenho, que sou e que recebo. Estou falando de um querer, uma vontade que surge dentro de mim e que me leva a buscar a origem daquilo que me faz bem, me faz feliz e me impacta positivamente. Quem foi que causou tudo isto? Quero demonstrar minha gratidão.

    Em minhas buscas encontrei essa ideia: “Gratidão é um sentimento de reconhecimento, uma emoção por saber que uma pessoa fez uma boa ação, um auxílio, em favor de outra. Gratidão é uma espécie de dívida, é querer agradecer a outra pessoa por ter feito algo muito benéfico para ela.” Concordo com a ideia, talvez não como “dívida” mas como uma emoção que pede uma ação de reconhecimento daquele que é agraciado.

    Quando olha para a Bíblia, encontro aquela história de Jesus com os dez leprosos. Todos eles procuraram ajuda em Jesus, todos eles foram ajudados, agraciados, acolhidos, envolvidos pela atitude amorosa de Jesus. Eles foram tocados por um gesto de bondade e a maioria foi embora, mas um deles voltou para demonstrar gratidão. E Jesus estava lá, esperando, pois perguntou: “Não eram dez? Porque apenas você voltou?” Gratidão é algo esperado pelo próprio Deus. Fico imaginando, quanto isso pode fazer bem nas relações humanas.

    Em minhas andanças também li que: “Gratidão é um ato de dignidade humana. Você cresce como ser humano na medida em que percebe que algo ao seu redor está acontecendo a seu favor”. Também estava escrito lá que: “Alguém está pensando em você, olhando por você, olhando para você, preocupado que você seja feliz e não apenas fique feliz.” Esse alguém pode estar esperando o a sua atitude de gratidão. De reconhecimento. Dê acolhida ao gesto de bondade que lhe foi dirigido. Alguém pensa em você e planeja que você seja feliz. Por que não repartir com essa pessoa a sua alegria em ser objeto do seu amor?

    Aprendemos a receber um presente e acompanhar o gesto com uma palavrinha mágica: “Muito Obrigado” ou “gratidão”. O presente recebido tem o poder de fazer com que você “fique” feliz, porém a atitude de quem pensou o presente para você, pode fazer com que você continue feliz, “seja” e não apenas “fique” feliz. A gratidão surge, nesse contexto, como aquela atitude da sua parte, em você tem atitudes de continuidade na dimensão da gratidão e reconhecimento com as pessoas que te cercam e com Deus,

     

  • A gratidão é o caminho que leva você à origem da sua felicidade. A gratidão é uma busca pessoal do motivo (endereço – pessoa – origem) que o fez feliz e não apenas da “coisa” que o deixou feliz. Gratidão envolve relacionamentos e nem sempre as pessoas aparecem, muitas vezes a sua atitude de gratidão vai surgir no repasse do bem estar recebido. Você passa a diante a felicidade, fazendo o bem à outras pessoas. Isso também é gratidão.

    Uma das características mais importantes da fé cristã é a gratidão a Deus. Gratidão ocorre sempre que alguém faz algo que o outro gostaria que acontecesse, sem esperar nada em troca, e isso faz com que a pessoa que fez a ação se sinta feliz e a que recebeu também.

    A gratidão traz junto dela uma série de outros sentimentos, como amor, fidelidade, amizade e muito mais. Gratidão revela a nobreza do ser humano.

    O egoísmo é um traiçoeiro inimigo da gratidão. Você fica naquela postura que todas as coisas tem que acontecer por que as coisas são assim mesmo: Alguém faz e alguém recebe. Uns precisam fazer e outros tem seus direitos em receber. Isso tudo não tem nada de mais. Esses sentimentos fazem desaparecer as atitudes de reconhecimento e passamos para um campo de obrigações e cobranças. Esse campo é árido de alegrias, de bem estar, de felicidade, de plenitude. A gratidão é um nutriente essencial no combate a essa aridez.

    Em nossa escola e comunidade lançamos uma campanha especial para este mês de Novembro que é o “Pote da Gratidão”. Uma estimulação a essa atitude tão necessária em nossas relações humanas. Você pode procurar esse espaço e deixar ali algumas palavras de gratidão, como um exercício de atitudes que podem lhe fazer mais feliz em perceber quantas coisas e pessoas boas existem ao seu redor e como Deus é bom para você. Assim queremos celebrar o nosso dia de ação de graças com todas as pessoas da nossa família na comunidade e escola.

    Feliz dia de ação de graças.

  • Pastor Alcione Eidam – Capelão